Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Planeamento Familiar

Este consultório tem como objectivo informar, ajudar e orientar os seus utilizadores na área da sexualidade e planeamento familiar.

Consultório de Planeamento Familiar

Este consultório tem como objectivo informar, ajudar e orientar os seus utilizadores na área da sexualidade e planeamento familiar.

Pílula contraceptiva e hemorragia de privação

14.04.10, APF

Bom dia! Gostaría que me dessem a vossa opinião, por favor. Tenho 31 anos e tive um filho há 4 anos. Tomei a pílula Mercilon até engravidar e depois do nascimento do meu filho estive sem tomar até há 2 anos atrás. Há dois anos então que recomecei a tomar a Mercilon?por conselho da minha médica de familia, que considerou poder continuar com a mesma visto sempre me ter dado bem. Sim sempre me dei bem, mas a realidade é que após a 1ª vez em que fiquei sem menstruação duarnte 3 meses e sempre que o fluxo iniciava a reduzir eu fazia uma paragem de 2 meses na toma. Dessa vez que tive a ausência, fui vista por uma ginecologista e fiz o papanicolau e tudo estava normal. Desta vez a menstruação começou a reduzir muito até que não veio. Fiz o papanicolau e tudo bem. Parei então, por decisão própria a toma no passado dia 5 de Março. A menstruação apareceu no dia 29 de Março até dia 02 de Abril com fluxo normal: inicio escuro, depois vermelho e por fim mais escuro. Hoje dia 14 de Abril está a começar um corrimento ensanguentado, mas tenho a barriga inchada e parece que vou ficar novamente menstruada. Isto tudo é normal? Será melhor realizar outros exames? E quanto à pilula, será o método contraceptivo mais adequado para mim? Ou será q a Mercilon é que não é adequada. Grata desde já pela vossa atenção Cumprimentos

Cara F.

A Equipa do Consultório de Planeamento Familiar agradece o seu contacto.

A pílula é um método contraceptivo bastante eficaz, desde que seja tomada de forma regular e correcta, ou seja, deve ser tomada todos os dias à mesma hora (não ultrapassar a margem de 12h da hora habitual), ter cuidado com a toma de medicamentos que possam diminuir a sua eficácia contraceptiva e vice-versa; também com as situações de vómitos e/ou diarreia nas 4 horas a seguir à toma habitual da pílula. Se agir em conformidade com estas indicações, estará protegida relativamente a uma gravidez. Este medicamento deve ser prescrito e acompanhado medicamente, a fim de fazer uma avaliação do historial de vida e clínico da mulher para verificar qual a pílula que melhor se adequa. Algumas vezes, torna-se necessário fazer um ajustamento da dosagem hormonal da pílula e fazer uma alteração de marca. No entanto, com a continuidade da toma da pílula, a hemorragia de privação tende a diminuir e a ser diferente. Também existem algumas situações que podem acontecer durante a toma da pílula e fazer com que haja alterações ao nível da hemorragia, isto devido a vários factores, tais como: esquecimentos e/ou atrasos na toma da pílula, estados de ansiedade e stresse, situações de doença e toma de medicamentos, alterações dos hábitos alimentares e factores orgânicos. Perante a situação que descreve, esta não compromete a eficácia contraceptiva da pílula, não existindo motivos para ficar preocupada. Deve continuar a tomar a sua pílula de forma regular e correcta, não sendo necessário a utilização de protecção adicional. No entanto, poderá abordar esta questão com o/a médico/a que a acompanha ao nível ginecológico.

Esperamos ter esclarecido a sua questão, caso necessite ou fique ainda com alguma dúvida não hesite em voltar a contactar-nos.

Cumprimentos

A Equipa

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.