Este consultório tem como objectivo informar, ajudar e orientar os seus utilizadores na área da sexualidade e planeamento familiar.

Envie-nos a sua questão!

As questões são respondidas online. Todos os dados fornecidos, incluíndo nome e contacto são omitidos e não são divulgados. Os nomes usados são fictícios.
Pesquisar neste blog
 
Temas

aborto

adesivo

adesivo contraceptivo

agradecimento

álcool

amamentação

análises/exames

anatomia/fisiologia

anel

anel contraceptivo

candidíase

ciclo menstrual

citologia

citomegalovírus

coito interrompido

colagem de embalagens

consulta de planeamento familiar

consulta ginecológica

consultório planeamento familiar

contracepção oral de emergência

corrimento

diarreia

diu

diu cobre

dor

drogas

efeitos secundários

encaminhamento

espermatozóides

esquecimentos na toma

feliz ano novo

gravidez

gripe a

hemorragia

hemorragia de privação

herpes

hiv/sida

hpv

implante

implante contraceptivo

infecções

infecções sexualmente transmissíveis

informações gerais

injectável

interacção medicamentosa

laqueação de trompas

legislação

medicação

menopausa

menstruação

método do calendário

métodos contraceptivos

métodos definitivos

outros temas

período fértil

pílula

prática sexual

preliminares

preservativo

relação sexual

saúde

seropositivo

sexo anal

sexo oral

situação de diarreia

spotting

teste de gravidez

toxoplasmose

vacina

vasectomia

vómito

todas as tags


Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
Legislação

Boa tarde,
Gostaria de fazer uma questão sobre o pagamento de taxas moderadoras em contexto de planeamento familiar.
Eu sou seguida nas consultas de planeamento familiar na minha USF, e não pago taxa moderadora de consulta, nem os contraceptivos. Na última consulta, a médica pediu análises de sangue (serologias) e exsudado vaginal e quando fui realizar essas análises, cobraram-me 11€ de taxa moderadora. Tinha ficado com a ideia, que era isenta desse pagamento. O que diz a lei sobre este assunto? Será que me podem esclarecer?
Obrigado pela atenção dispensada.
 

 




Dra. Fátima Palma
Ginecologista e Obstetra, Maternidade Dr. Alfredo da Costa

Posts recentes

Legislação

Arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
Subscrever feeds