Este consultório tem como objectivo informar, ajudar e orientar os seus utilizadores na área da sexualidade e planeamento familiar.

Envie-nos a sua questão!

As questões são respondidas online. Todos os dados fornecidos, incluíndo nome e contacto são omitidos e não são divulgados. Os nomes usados são fictícios.
Pesquisar neste blog
 
Temas

aborto

adesivo

adesivo contraceptivo

agradecimento

álcool

amamentação

análises/exames

anatomia/fisiologia

anel

anel contraceptivo

candidíase

ciclo menstrual

citologia

citomegalovírus

coito interrompido

colagem de embalagens

consulta de planeamento familiar

consulta ginecológica

consultório planeamento familiar

contracepção oral de emergência

corrimento

diarreia

diu

diu cobre

dor

drogas

efeitos secundários

encaminhamento

espermatozóides

esquecimentos na toma

feliz ano novo

gravidez

gripe a

hemorragia

hemorragia de privação

herpes

hiv/sida

hpv

implante

implante contraceptivo

infecções

infecções sexualmente transmissíveis

informações gerais

injectável

interacção medicamentosa

laqueação de trompas

legislação

medicação

menopausa

menstruação

método do calendário

métodos contraceptivos

métodos definitivos

outros temas

período fértil

pílula

prática sexual

preliminares

preservativo

relação sexual

saúde

seropositivo

sexo anal

sexo oral

situação de diarreia

spotting

teste de gravidez

toxoplasmose

vacina

vasectomia

vómito

todas as tags


Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009
Nódulos vs toma da pílula

Boa tarde,
Aos 19 anos tirei vários fibroadnomas do peito. Nunca mais detectei nada, até recentemente, aos 28 anos, quando uma ecografia revelou que eu tinha vários nódulos no peito, um deles com mais de dois centímetros. O relatório da eco (feita em Portugal) dizia que tinham o aspecto de fibroadnomas e recomendava apenas vigilância ecográfica de seis em seis meses.
No sítio onde moro, fora de Portugal, mostrei os exames a uma ginecologista, que foi da opinião que eu deveria ser operada  e tirar todos os nódulos. Uma opinião que não foi partilhada pelo cirurgião, que me deu várias opções. Optei por aguardar até que passasse o período de seis meses, tendo já marcada a nova ecografia.
 A ginecologista disse-me para parar de tomar a pílula que tomava (Diane 35) - o que fiz, até porque tinha notado que desde que a tomava sofria de mais dores de cabeça e vómitos. No entanto, a médica recusou-se a receitar-me outro tipo de pílula (mais fraca), devido aos nódulos no peito.
A minha questão é: o facto de eu ter tendência para a formação de fibroadnomas (caso seja mesmo este o cenário) está relacionado com a toma da pílula? o facto de eu ter esses nódulos no peito, mesmo que benignos, impede-me de tomar a pílula para sempre ou posso tomá-la?
Gostaria de retomar a pílula (que interrompi há cinco meses), ainda que com uma o mais fraca possível. Mas ganhei medo tendo em conta o que me foi dito.
Imagino que a resposta não seja fácil sem os detalhes clínicos, mas é que vivo fora de Portugal e, com todo o respeito pela médica, gostaria de obter uma segunda opinião, em Portugal. Se me puderem ajudar, agradeço.
Muito obrigada
 



publicado por APF às 07:11
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Dra. Fátima Palma
Ginecologista e Obstetra, Maternidade Dr. Alfredo da Costa

Posts recentes

Nódulos vs toma da pílula

Arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
Subscrever feeds